| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Geo Informa
Desde: 02/10/2016      Publicadas: 4      Atualização: 03/10/2016

Capa |  Geografia


 Geografia

  02/10/2016
  0 comentário(s)


Ferrovia do Diabo

A construção da Ferrovia Madeira Mamoré marcou um importante ponto nas relações diplomáticas entre Brasil e Bolívia. Constitui-se também num elemento definidor da ação Imperialista de potências estrangeiras na região amazônica. A Madeira Mamoré representa um dos marcos da modernidade capitalista liberal nos confins da selva do Madeira.

Ferrovia do Diabo
A construção da Ferrovia Madeira Mamoré objetivava atender as necessidades de transporte de mercadorias e cargas pelo trecho encachoeirado do Madeira e Mamoré. Deveria facilitar o escoamento da produção de borracha e das exportações bolivianas. A construção da ferrovia atende também ao que foi previsto pelo Tratado de Petrópolis e constituiu-se em um dos elementos decisivos para o impulso do recente processo de migração para a região desencadeada a partir do século XX. Ao longo da ferrovia surgiram diversos núcleos de povoamento e dois municípios; Porto Velho e Guaiará-Mirim.

Trabalharam em suas obras mais de 20.000 operários de diversas nacionalidades. Calcula-se que 6.500 trabalhadores tenham morrido vitimas das doenças tropicais. A obra custou o equivalente a vinte e oito toneladas de ouro pelo câmbio de 1912. A construção da ferrovia deu a Companhia Madeira Mamoré o direito de exploração das terras que lhe eram adjacentes.

Com a crise da borracha e a retração da economia amazônica Ferrovia Madeira Mamoré entrou em decadência. Foi nacionalizada em 193 1 e desativada pelo 5° BEC por ordem do Ministério do Interior, em 10 de julho de 1972. Alguns pequenos trechos, no entanto, foram reativados no início da década de 80 para fins turísticos em Porto Velho e Guajará-Mirim durante o governo do Coronel Jorge Teixeira.


  Mais notícias da seção Ciclo da Borracha no caderno Geografia
02/10/2016 - Ciclo da Borracha - Mais de um século de Teatro Amazonas
O Teatro em Manaus começou a ser construído em 1884 e só foi inaugurado em 31 de dezembro de 1896, embora sem estar ainda totalmente concluída a construção e a decoração. O mesmo sediará um evento, comemorando seus 120 anos, nessa quarta-feira (05/10/2016)....



Capa |  Geografia
Busca em

  
4 Notícias